SEM NADA
por Antonio Correia em 18/3/2009
O CSA é o maior ganhador de títulos do Estado e possui uma enorme torcida, mas não passa de um clube pequeno, endividado e mal administrado. Não tem nem procura gerar receitas para garantir o futebol, que sobrevive graças à esmola de alguns abnegados. Atualmente nem campo para treinar possui e isso deixa a torcida frustrada. Aliás, basta observar que os outros nove participantes do campeonato alagoano contam com estádios, próprios ou cedidos pelas prefeituras, alguns até para jogos noturnos. Senão vejamos: CRB(Severiano Gomes Filho), CORINTHIANS(Nélson Peixoto Feijó), ASA(Coaracy da Mata Fonseca), CORURIPE(Gérson Amaral), MURICI(José Gomes da Costa), CAPELENSE(Manoel Moreira ), CSE(Juca Sampaio), IGACI(Zequinha Barbosa) e IPANEMA(Arnon de Mello). O CSA fica na dependência de mandar os seus jogos no Rei Pelé, pagando caro por isso. E também pagando para treinar, por exemplo, quando utiliza do Belezão, da AABB, na Pescaria.

O futebol azulino está muito complicado. O entra e sai de treinadores, jogadores e dirigentes vem sendo uma constante. E não precisa ser entendido para saber que não se pode fazer futebol dessa forma. Após o retumbante fracasso no 1º turno, o CSA encara o returno a trancos e barrancos, sabendo que precisa ser o campeão para, depois, decidir o título da competição com o ASA. O desespero dos dirigentes é flagrante, eles querem resolver todos os problemas do time na base do imediatismo e isso não é possível. Aliás, será que algum torcedor azulino sabe qual o time que vai jogar a próxima partida? Digo isso porque ainda acontecem dispensas e contratações, como se fosse esse o problema.

Futebol sem organização e planejamento é aventura. Infelizmente é nessa que está o CSA, buscando a recuperação. Que os deuses do futebol o ajudem a levantar o astral dessa fantástica nação azul.


primeira página | voltar | cometários | imprima esta notícia

Deixe seu comentário.

Aguardando o seu comentário...

20/11/2017

GALERIA

LINKS

OFERECIMENTO






ACDA - Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas
2017 © Todos os direitos reservados