PERSPECTIVA SOMBRIA
por Antonio Correia em 26/11/2008
As diretorias de CSA e CRB vivem momentos de dificuldade e apreensão, tudo por conta da falta de dinheiro. Os dois clubes possuem as maiores torcidas de Alagoas, mas não conseguem viabilizar fontes de receitas. O desequilíbrio financeiro atormenta tanto azulinos como alvirrubros. Diferente de antigamente, quando existia a figura do “trem pagador”, aquele cartola endinheirado que resolvia tudo com o talão de cheques. Agora os tempos são outros. Tempos de presidentes esforçados e cheios de boas intenções, porém sem grana. Pelo menos da boca pra fora eles falam com otimismo, mas do discurso para a prática vai uma distância muito grande. E como todos nós sabemos que não se pode fazer futebol profissional sem dinheiro, eis a questão.

x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Está terminando o ano e o CRB ainda não definiu pontos importantes para 2009. O Alagoano começa no dia 14 de janeiro e o Galo só sabe que terá no elenco os jovens valores que estão sendo aproveitados na Série B. O técnico Júlio Espinosa já disse que não fica e apenas três ou quatro dos garotos de casa podem ser titulares. Refiro-me ao zagueiro Alex Tenório, o volante Johnattan e o atacante Edmar. Os demais, ainda estão muito verdes. Quem vai ser o treinador? E quais as contratações, porque os melhores que aí estão devem deixar a Pajuçara.

x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Não sei como, mas o CSA está montando o seu time para o campeonato estadual. Já tem o goleiro Gilberto, o zagueiro Júnior, o lateral Claudinho, os volantes Anderson, Matheus e Magno e o meia Nilson. O técnico é Luiz Carlos Cruz, já conhecido dos torcedores alagoanos. O diretor de futebol Manoel Nascimento assegura que fica difícil formar um bom time com pouco dinheiro. O presidente Abel Duarte está autorizando contratações, para ver, depois, como é que vai pagar. Pelo menos no papel e na formação do elenco, o Azulão do Mutange largou na frente do Alvirrubro da Pajuçara.
x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Errar uma marcação, interpretar equivocadamente um lance, isso faz parte de qualquer arbitragem. Mas não “enxergar” um pênalti cristalino, indiscutível, só pode ser má fé. Ao não dar a penalidade do zagueiro Léo Fortunato(Cruzeiro) no atacante Diego Tardelli(Flamengo), no finalzinho do jogo de ontem, no Mineirão, o gaucho Carlos Eugênio Simon pode ter roubado do Flamengo a vaga da Libertadores. Uma vergonha para a arbitragem brasileira.

x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Sobem da Série B para a Série A, no Campeonato Brasileiro de 2009: Corinthians/SP, Avaí/SC, Santo André/SP e Barueri/SP. Da C para a B: Atlético/GO, Guarani/SP, Campinense/PB e Duque de Caxias/RJ.






primeira página | voltar | cometários | imprima esta notícia

Deixe seu comentário.

Aguardando o seu comentário...

20/11/2017

GALERIA

LINKS

OFERECIMENTO






ACDA - Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas
2017 © Todos os direitos reservados