CONGRESSO DA ABRACE EM MACEIÓ ULTRAPASSA TODAS AS EXPECTATIVAS
por Ascom em 3/9/2015
Foi muito além do esperado. O “41º Congresso Brasileiro de Cronistas Esportivos”, realizado em Maceió, foi considerado pelos participantes e pela imprensa em geral, muito organizado e extremamente proveitoso.

Além da abertura feita pelo ministro do Esporte, George Hilton e pelo prestigiado jornalista Juca Kfouri, com a conferência “O Futebol Brasileiro Pós Copa do Mundo”, o evento contou com oficinas, painéis e palestras que atraíram um grande público. O radialista Kleiber Beltrão falou sobre a atuação dos profissionais da imprensa esportiva, sobretudo em TV e rádio, explicando as diferenças de informar ao público na condição de repórter, comentarista e narrador.

No painel sobre o futebol nordestino, o presidente da Agremiação Sportiva Arapiraquense- ASA, Bruno Euclides, destacou a má qualidade dos estádios de futebol e a falta de conforto para os torcedores. Também lembrou que a compra dos direitos de transmissão pela TV, que coloca os jogos, às vezes, tarde da noite, afugenta o público. Já o vice-presidente do Sport Clube do Recife, Arnaldo Barros, disse que um clube de futebol deve ser um vetor de crescimento para outros esportes além do futebol, e também um meio de fortalecimento de sua marca, alertando que a sobrevivência dos clubes depende de uma gestão baseada no planejamento estratégico.

As oficinas trouxeram nomes como os jornalistas Paulo Victor, Arnaldo Ferreira e Marcus Toledo; além de radialistas como Márcio Canuto e Edson Mauro. Durante as discussões, falou-se sobre a não obrigatoriedade do diploma de jornalista, da falta da disciplina “Jornalismo Esportivo” nas universidades. Canuto mostrou seu trabalho na TV junto às comunidades periféricas de São Paulo, citando que o esporte foi sua grande escola. Edson Mauro alertou para o fato de o profissional de imprensa ter que aproveitar as oportunidades e mostrou as diferenças de narrar para o rádio ou para a TV.

Os presidentes das federações de Futebol de Alagoas, Felipe Feijó e do Acre, Antônio Aquino Lopes, falaram de suas atuações a frente dessas entidades, das dificuldades enfrentadas para gerir o futebol nos Estados, da relação com a Confederação Brasileira de Futebol-CBF, de formas para melhor estruturar os campeonatos estaduais de futebol, além de tiraram várias dúvidas do público  presente.  

Quem teve participação destacada foi o governador Renan Filho, junto com o ministro da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo. O governador saudou os cronistas brasileiros nas pessoas de Aderson Maia, presidente da ABRACE- Associação Brasileira de Cronistas Esportivos, e de Jorge Lins- presidente da ACDA - Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas. Fez questão de enfatizar a importância do esporte como forma de inserção social. O ministro destacou o reconhecimento que o esporte, principalmente o futebol, traz para os atletas brasileiros e como meio de ascensão social para as classes mais humildes.

O jornalista Francisco José, outro convidado ilustre, falou sobre sua participação na cobertura de olimpíadas, destacando a participação de atletas brasileiros que conquistaram medalhas em várias modalidades esportivas. Disse que para cobrir uma olimpíada é preciso estar muito bem informado sobre regras, atletas e forma de funcionamento da competição.

Destaque para a palestra sobre “Marketing Esportivo”, proferida pelo secretário de Esporte e Turismo da Barra de São Miguel, Eduardo Acioli. De forma didática, ele mostrou a importância dessa área do conhecimento para o esporte, sobretudo, para o futebol. O evento terminou com a participação do diretor de Competições da CBF- Confederação Brasileira de Futebol, Manoel Flores. Ele ouviu reivindicações dos cronistas e informou sobre projetos da CBF, como o “Gramados”, que pretende padronizar o tamanho dos campos de futebol em todo o Brasil, além de novas exigências para que um clube de futebol possa participar das competições patrocinadas pala CBF. Não bastaria se classificar em campo, mas também provar que possui estrutura e recursos para participar de uma disputa. Finalizou dizendo que essas mudanças não são possíveis sem o apoio da imprensa.

primeira página | voltar | cometários | imprima esta notícia

Deixe seu comentário.

Aguardando o seu comentário...

17/11/2017

GALERIA

LINKS

OFERECIMENTO






ACDA - Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas
2017 © Todos os direitos reservados