CRB vence o CSA por 4 x 2 e vai jogar por empate na grande decisão
por Tudo na hora em 11/5/2013
No primeiro Clássico das Multidões da grande final do Campeonato Alagoano, o CRB bateu o CSA por 4 x 2 em um belo jogo no Estádio Rei Pelé, que recebeu um grande público na tarde deste sábado (11).

No primeiro tempo, o jogo começou bem disputado e com os dois times tocando a bola com muita velocidade. Nos minutos inicias, o Azulão tomou mais iniciativas e assim conseguia atacar e pressionar com mais frequência. O Galo, por outro lado, estava um pouco defensivo e tentava o contra-ataque. Mas aos 8 minutos, no primeiro bom ataque do CRB, a bola foi levantada na área por Paulo Sérgio e em meio a dois zagueiros Schwenck se esticou para fazer o primeiro do Galo. A partida seguiu muito boa, com o CSA correndo atrás do empate e com o CRB ainda tentando o contra-golpe, explorando bastante seus laterais.

A reação veio aos 20 minutos, quando Everaldo chegou pela esquerda, cruzou na medida para Alex, que desviou para o fundo da rede, deixando o CSA igualado no marcador. Mesmo assim, o quadro da partida não mudou, pois o time marujo atacava com mais frequência, mas geralmente esbarrava na defensiva regatiana, que seguiu insistindo no contra-golpe, mas pecando bastante na criação. Nos minutos finais da etapa, o confronto ficou equilibrado e terminou mesmo empatado.

No segundo tempo, o CRB voltou com uma postura mais ofensiva, se soltando mais do que quando iniciou o jogo. Já o CSA tinha mais paciência para tocar a bola, mas estava bem precavido para não errar o passe. Porém, nenhuma das duas equipes conseguiam dar tanto trabalho aos arqueiros, salvo alguns lances excepcionais. A partida seguiu com uma leve predominância do Galo, somente pelo aspecto tático que lhe permitia ficar com mais posse de bola e chegar mais no seu campo de ataque. Mas o duelo não tinha tantos lances de gol.

Aos 18 minutos, em jogada pela direita, Paulo Sérgio cruzou na cabeça de Schwenck, que com toda liberdade cabeceou no canto de Flávio, que se esticou todo e não conseguiu pegar. Foi o desempate do CRB. Aos 22 minutos, Everton Luiz foi lançado pelo meio, partiu em velocidade e chutou para o gol, a bola desviou na defesa e foi morrer no fundo do gol, fazendo o terceiro do Galo. Depois, o CSA tentou sair para o jogo para tentar pelo menos diminuir, só que faltava a qualidade na hora da finalização. Já o CRB continuou controlando o duelo, saindo geralmente pelos lados com lançamentos longos. Após jogada ensaiada em cobrança de falta, Paulo Sérgio ajeitou para Walter Minhoca, que soltou o pé, a bola teve um desvio e entrou: foi o quarto do Galo, aos 31 minutos. Só que aos 38’, o Azulão diminuiu com Diego Clementino, após receber de Everaldo na grande área e tocar no contra-pé de Galatto. Nos lances finais, o time praiano segurou o resultado e saiu vitorioso.

Com o resultado de 4 x 2, o CRB levou a vantagem de poder empatar na grande decisão do próximo sábado (18) para levantar o troféu de campeão. O CSA terá que vencer o próximo duelo por qualquer placar para levar o jogo para a prorrogação. Se isso acontecer e o tempo extra terminar empatado, o campeão sairá na decisão por pênaltis.

Entre as curiosidades da partida, o Azulão e o Galo se enfrentaram três vezes neste ano e o time praiano ainda não perdeu. Sem contar com esse, na primeira partida, válida pela 3ª rodada do hexagonal, o placar mostrou o 1 x 1. E na 8ª rodada do hexagonal, o Galo venceu por 1 x 0. Jogando no Rei Pelé, o CRB não perdeu nenhum jogo desde o hexagonal, pois empatou um como visitante, contra o próprio CSA, e venceu todos os sete jogos como mandante no Estadual.

primeira página | voltar | cometários | imprima esta notícia

Deixe seu comentário.

Aguardando o seu comentário...

20/11/2017

GALERIA

LINKS

OFERECIMENTO






ACDA - Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas
2017 © Todos os direitos reservados