CRB segura o Botafogo, fica no empate e decide a vaga no Rio de Janeiro
por Minuto Esportes em 3/5/2013
A torcida do CRB fez muita festa e o time não comprometeu. Jogando de igual para igual com o forte Botafogo na noite desta quinta-feira (02) no estádio Rei Pelé, o time regatiano segurou o empate em 0 a 0, que garante o jogo de volta no Rio de Janeiro.

A próxima partida entre os dois times acontece no dia 15 de maio, ou no estádio Raulino de Oliveira em Volta Redonda, ou em São Januário, uma vez que o estádio do Botafogo, o Engenhão, está interditado por problemas na estrutura.

O JOGO - 1º TEMPO

A torcida do CRB pintou o estádio Rei Pelé de vermelho e branco, para apoiar o time regatiano contra a equipe do Botafogo, que veio com um time reserva, focando no jogo do próximo domingo, no qual o time carioca enfrenta o Fluminense e com um empate garante o bicampeonato estadual.

Mesmo com um time desfigurado, mas que contava com vários jogadores conhecidos, o Botafogo mostrou que não estava para brincadeira antes do primeiro minuto, quando uma jogada trabalhada na entrada da área, sobrou Vitinho, que bateu forte e rasteiro, com a bola passando rente a trave direita do goleiro Galatto.

Apoiado pela torcida que fazia muita festa, apoiando cada toque, chute ou marcação de sucesso, o CRB equilibrava as ações, tinha maior posse de bola, mas ainda não criava grandes oportunidades de abrir o placar.

A primeira e boa chance do CRB no jogo aconteceu depois dos dez minutos, quando Paulo Sérgio achou Walter Minhoca livre pelo lado esquerdo de ataque e o meia, antes que a defesa chegasse, arriscou de fora da área, com a bola passando perto do travessão alvinegro.

O jogo continuou movimentado e cada um do seu jeito, criou as suas chances. O Botafogo, tocando a bola, assustou com Gegê, que tabelou com Andrézinho, entrou na área e bateu forte, com a bola acertando a rede pelo lado de fora.

O CRB trabalhava a bola no meio de campo, mas, na frente da área encontrava resistência da defesa alvinegra. A arma era chutes de longa distância e o lateral-esquerdo João Victor arriscou, mas foi barrado pelo goleiro Jefferson.

O primeiro tempo se encaminhava para o fim, quando o CRB ficou muito perto de abrir o placar. João Victor mais uma vez descolou lançamento e encontrou o volante Everton Luiz, que ficou de frente para o goleiro Jefferson, tocou por cobertura, mas viu o zagueiro Antônio Carlos afastar o perigo quando a bola se encaminhava para o gol.

Minutos finais da etapa inicial e o Botafogo perdeu uma chance clara de abrir o placar. Renato fez cruzamento da direita, o zagueiro Marcos Vinicius não cortou a bola, que chegou no segundo pau, com Andrézinho se jogando na bola, que passou do lado da baliza defendida por Galatto.

Até o final do primeiro tempo, as duas equipes diminuíram o ritmo, o CRB bem que tentou alguns chutes de fora da área, mas a etapa foi encerrada aos 46 minutos, com empate sem gols entre CRB e Botafogo.

2º - TEMPO

Assim como o primeiro tempo, a etapa complementar também começou movimentada e o Botafogo novamente começou assustando, partindo para cima e depois de lançamento na área e bate-rebate, a bola sobrou quicando para Bruno Mendes, que bateu para o gol, ficando nas mãos do goleiro Galatto.

Repetindo a etapa inicial, o CRB aos poucos se soltava, entrava no ritmo do jogo e por muito pouco não abriu o placar, quando Carlão recebeu na entrada da área e fuzilou para o gol rival, com o goleiro Jefferson fazendo grande defesa. No rebote, Carlão ainda teve a chance de aproveitar, mas se atrapalhou e a defesa afastou o perigo.

O time da casa tinha maior posse de bola, mas ainda tinha dificuldades na finalização. Por outro lado, tentava envolver o Botafogo, que quando chegou, levou perigo na bola parada. Em falta frontal a área, Andrézinho bateu com categoria e acertou o travessão do goleiro Galatto, que só olhou a bola.

Pensando em uma maior ofensividade e velocidade, o técnico Ademir Fonseca repetiu a substituição do jogo contra o Fast e colocou o lateral-esquerdo Djavan, no lugar do atacante Schwenck, que não gostou de deixar o campo.

O jogo era equilibrado, mas sem nenhuma das duas equipes tomar a rédia da situação. O Botafogo, que sempre chegava com perigo, chegou a marcar um gol com Sassá, que dominou no peito e bateu bonito. A torcida alvinegra comemorou, mas o impedimento estava assinalado.

O Botafogo continuou tocando a bola, administrando a partida para tentar "dar o bote certo" no CRB e ficou perto disso, quando Vitinho arriscou um chute forte e rasteiro de fora da área, que passou cruzado, perto da baliza de Galatto.

Até os minutos finais, as duas equipes seguiram movimentadas, mas não com o mesmo ritmo da maior parte do jogo. O Botafogo administrava e atacava o CRB nos contra-golpes e o CRB tentava na base do abafa.

Mesmo com toda movimentação e chances de ambos os lados, o jogo foi encerrado com um empate sem gols, que proporciona o CRB ir até o Rio de Janeiro, tentar a vaga nos domínios do Botafogo.

primeira página | voltar | cometários | imprima esta notícia

Deixe seu comentário.

Aguardando o seu comentário...

20/11/2017

GALERIA

LINKS

OFERECIMENTO






ACDA - Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas
2017 © Todos os direitos reservados