CSA vence o ASA e fica em vantagem na semifinal do Alagoano
por Minuto Esportes em 28/4/2013
No duelo da noite de sábado (27), entre o maior detendor de títulos Alagoanos da década, o ASA com seis conquistas, contra o CSA, maior vencedor do estadual na história, com 37 títulos ganhos, melhor para o time marujo, que venceu por 1 a 0, gol de penalti do atacante Everaldo aos 8 minutos do primeiro tempo.

Com o resultado, o CSA joga pelo empáte no jogo do próximo final de semana em Maceió. o ASA terá de reverter o resultado, mas, antes disso, enfrentar o Ceará, na próxima quarta-feira, em jogo válido pela Copa do Brasil.

O JOGO - 1º TEMPO

Depois de uma semana de muito trabalho e dúvidas para ambos os técnicos, ASA e CSA entravam em campo para iniciar a busca por uma vaga na semifinal do Campeonato Alagoano 2013.

Com a bola rolando, pouco tempo para as equipes se estudarem, quando o CSA resolveu atacar com o meia Alex Henrique, que recebeu bom passe, invadiu a área e foi deslocado, com o árbitro FIFA de São Paulo, Luis Paulo Oliveira, assinalando a penalidade para o time azul.

GOOOOLLLL DO CSA! Aos 8 minutos de jogo, Everaldo foi para a cobranlça do penalti e imaginando que o goleiro Gilson seguiria a bola, bateu forte, abrindo o placar em Arapiraca. ASA 0 x 1 CSA.

O gol marujo foi um banho de água fria na torcida alvinegra, que fazia muita festa antes do jogo e por algum tempo, silenciou. Mas, o time da casa resolveu reagir e partiu para cima, criando oportunidades, primeiro com Didira, travada pela defesa e depois com Léo Gamalho, que perdeu o tempo da bola e acabou não finalizando, quando tinha grande chance.

Os laterais Leandrinho do CSA e Chiquinho do ASA se estranharam. Primeiro, o atleta alvinegro cometeu falta. Depois, sofreu a falta do ala marujo, que foi punido com cartão amarelo. Esse foi o terceiro cartão amarelo de Leandrinho, que não joga na próxima semifinal, em Maceió.

Atrás no placar, o ASA dominou a posse de bola depois do gol rival, passava boa parte do tempo no campo de ataque, mas não criava chances claras. Com isso, o CSA, aos poucos, voltava a recuperar o domínio da posse de bola em seu campo de defesa, deixando o jogo equilibrado, sendo disputado no meio de campo.

O primeiro tempo era morno, mas, quando já se encaminhava para o final, o ASA por pouco não empatou o duelo. Aos 43 minutos, Thalysson em jogada característica invadiu a área e bateu forte, para defesa firme do goleiro Flávio.

Apesar das tentativas e investidas das duas equipes, o primeiro tempo seguiu sem mais emoções. Aos 47 minutos, o árbitro paulista encerrou a etapa com vitória parcial do CSA por 1 a 0, em pleo "Fumeirão".

2º - TEMPO

O segundo tempo começou com toda velocidade. O ASA, precisando do resultado, assustou primeiro com Didira, que entrou na área e antes de finalizar, foi travado pela defesa, com a bola sobrando para Flávio.

Mas, assim como numa luta, o CSA recebeu um golpe e respondeu, através de Diego Clementino, pouco acionado no jogo, mas, quando recebeu a bola, deu trabalho a defesa alvinegra e bateu forte, para defesa do goleiro Gilson.

Ainda sofrendo com a falta de criatividade, o técnico do ASA, Moisés de Lima Neto, resolveu arriscar e deixar o time mais ofensivo. Didira, saiu para entrada de Marcinho, Pedro Silva deixou o campo e foi substituído por Wanderson e minutos depois, Rodrigo Dantas, o terceiro atacante, entrou no lugar do volante Geovane.

No CSA, Rodolpho sentiu cãibras nas pernas, mas o técnico marujo resolveu manter o esquema do time, já que saiu um volante, entrou um defensor, o zagueiro improvisado Cléberson.

Mesmo ofensivo, o problema do ASA era no meio de campo, que não conseguia criar e acionar o ataque. Além disso, a defesa dava brechas constantes. Numa dessas oportunidades, a zaga falhou e Alex Henrique entrou livre na área, tentando cruzr rasteiro para DIego Clementino, mas o volante Cal cortou o passe, mandando para escanteio.

No lance seguinte, novamente Cal precisou parar o time marujo, dessa vez o meia Alex Henrique sofreu a falta frontal a área do ASA. na cobrança, Rodriguinhom, ex-jogador alvinegro, mandou no ângulo, mas o arqueiro Gilson salvou o ASA.

O jogo se encaminhava para o fim, o CSA administrava o resultado, enquanto o ASA não tinha forças para reagir. Aos 49 minutos, o jogo foi encerrado com vitória do CSA por 1 a 0, que dá a vantagem ao time azulino do empate no próximo jogo.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Alagoano 2013 - SEMIFINAL

Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca - Arapiraca, Alagoas

ASA x CSA

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP
Assistentes: Emerson Carvalho (SP) e Rodrigo Correia (RJ)

ASA: Gilson, Gabriel, Tiago Garça, Fabiano e Chiquinho Baiano; Cal, Geovane(Rodrigo Dantas), Pedro Silva(Wanderson) e Didira(Marcinho); Thalysson e Léo Gamalho.

Técnico: Moisés de Lima Neto

CSA: Flávio, Leandrinho(Henrique), Adalberto, Leandro e Rogerinho; Robson, Levi, Rodolpho e Alex Henrique; Diego Clementino e Everaldo(Rodriguinho).

Técnico: Beto Almeida

Cartões Amarelos: Geovane, Cal e Chiquinho Baiano(ASA) - Leandrinho e Robson (CSA)

Gols: Everaldo 8min (PEN) 1ºT (CSA)

primeira página | voltar | cometários | imprima esta notícia

Deixe seu comentário.

Aguardando o seu comentário...

17/11/2017

GALERIA

LINKS

OFERECIMENTO






ACDA - Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas
2017 © Todos os direitos reservados