ACDA - Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas

Data da impressão: Terça-Feira, 21 de maio de 2019
Horário da impressão: 6:36
Imprimir Novamente
ACDA é parceira em lançamento de livro sobre direitos de transmissão, neste sábado, às 13h30
Por que o meu time não tem jogo transmitido? Por que eu tenho que assistir às transmissões do futebol brasileiro num só canal? Afinal, como uma emissora conseguiu deter tamanho poder sobre o programa futebol no Brasil mesmo com concorrentes estrangeiros em outras mídias? Essas dúvidas são comuns em rodas de conversa de torcedores brasileiros nos últimos anos. Em Os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de Futebol, Anderson Santos busca apresentar os motivos.

Dentre as atividades do Seminário Internacional "Copa América 2019: Esporte, mídia, identidades locais e globais", promovido pelo Laboratório de Estudos em Mídia e Esporte (LEME-UERJ), na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), haverá o lançamento de títulos sobre futebol. Este livro será lançado na quarta-feira (10), a partir das 18h.

No sábado, a partir das 13h30, Os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de Futebol será lançado no Auditório do Estádio Rei Pelé, em Maceió, com uma palestra organizada em parceria com a Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas (ACDA).

Sobre o livro

O livro traça uma construção histórica a partir do caso do Campeonato Brasileiro de Futebol, tendo em vista o período de 1971 a 2018, em que se destaca a relação entre os grupos midiáticos de comunicação e o principal torneio de futebol realizado no país. A obra propõe-se a relatar essa relação destacando, especialmente, quatro momentos: a realização da Copa União em 1987; a cessão dos direitos de transmissão a partir do Campeonato Brasileiro de 1997; os novos acordos que surgem em 2011 depois de Termo de Cessação de Conduta entre Grupo Globo, Clube dos Treze e CBF; e a disputa entre Globo e Turner para os direitos a partir de 2019.

A decisão de um órgão dedicado a evitar problemas na concorrência do setor econômico, o Cade, poderia ter regularizado o mercado brasileiro de aquisição de direitos de transmissão de eventos esportivos, mas acaba mudando para pior o modelo de negócio, com o fim da centralização da oferta e a implosão da associação de clubes.

Novos efeitos vieram dois contratos depois, gerando resultados contrários ao mesmo Grupo Globo que atuou pelas alterações anteriores. Nesse espaço, a Turner/Esporte Interativo inaugura uma concorrência responsável por mudar a distribuição de valores dos meios de comunicação, mas abre a possibilidade de um apagão do Brasileirão, com partidas sem poderem ser transmitidas.

Esta obra, assim, atenderá ao interesse dos torcedores de futebol, que buscam cada vez mais entender a importância dos recursos dos meios de comunicação para os clubes; assim como para os pesquisadores, que veem uma análise do ponto de vista econômico, mas na perspectiva crítica da Economia Política da Comunicação.

Sobre o autor

Anderson David Gomes dos Santos é professor da unidade Santana do Ipanema/Campus Sertão da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e presidente do Capítulo Brasil da União Latina da Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura (ULEPICC-Brasil).

Quanto à formação, é doutorando no programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade de Brasília (UnB); mestre em Ciências da Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS); e graduado em Comunicação Social, habilitação  em Jornalismo, pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Serviço:

Os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de Futebol
Anderson David Gomes dos Santos
Editora Appris
Vendas no site da editora (https://www.editoraappris.com.br/produto/2763-os-direitos-de-transmisso-do-campeonato-brasileiro-de-futebol) e nas atividades de lançamento com o autor. Contato: anderson.gomes@santana.ufal.br




Autor: Ascom/ACDA com informações do autor